Esperanto

Esperanto

 

O esperanto é a língua artificial mais falada no mundo. Ao contrário da maioria das outras línguas planejadas, o esperanto já saiu dos níveis de projeto (publicação de instruções) e semilíngua (uso em algumas poucas esferas da vida social).

Seu iniciador, o médico judeu, nascido na Polônia, Ludwik Leizer Zamenhof, publicou a versão inicial do idioma em 1887 com a intenção de criar uma língua de mais fácil aprendizagem e que servisse como língua franca internacional para toda a população mundial (e não, como muitos supõem, para substituir todas as línguas existentes). Além de ser politicamente neutro, o esperanto tem o objetivo de promover a paz e a compreensão entre as pessoas com diferentes línguas regionais e ou nacionais.

O esperanto é empregado em viagens, correspondência, intercâmbio cultural, convenções, literatura, ensino de línguas, televisão e transmissões de rádio. Alguns sistemas estatais de educação oferecem cursos opcionais de esperanto, e há evidências de que auxilia na aprendizagem de outros idiomas.

É falado por cerca de 5 milhões de pessoas em mais de 100 diferentes países em todo o mundo.

 

Prece ao Caboclo Sete Flechas

Salve Zambi, Pai e Criador de todo o Universo!

Salve Oxossi, Rei da Mata e chefe de todos os Caboclos!

Salve Seu Sete Flechas e sua falange guerreira!

Sete Flechas, baixai sobre nós um jato da vossa divina luz, iluminando os nossos espíritos para que possamos entrar em comunicação com essa centelha de luz divina que emana das vossas sagradas flechas, defendendo e amparando-nos neste mundo terreno.

Salve as Sete Flechas que vos foi dada, espiritualmente, para defender-nos de todas as provas que não nos vem de Zambi.

Bendito seja Oxossi que vos colocou sobre o vosso braço direito a flecha da saúde para que derrame sobre nós os bálsamos curadores;

Bendito seja Ogum, que colocou sobre vosso braço esquerdo a flecha da defesa para que sejamos defendidos de todas as maldades materiais e espirituais.

Bendito seja Xangô que vos cruzou uma flecha em vosso peito para defender-nos das injustiças da humanidade.

Bendita seja a grande Mãe Yemanjá que colocou uma flecha em vossas costas para defender-nos das traições de nossos inimigos.

Bendito seja Oxalá que vos colocou uma flecha sobre vossa perna direita para cobrir os nossos caminhos materiais e a senda da espiritualidade.

Bendita seja as Santas Almas que vos botou uma flecha sobre vossa perna esquerda, para lavar os nossos caminhos, iluminando os nossos espíritos e defendendo-nos de todas as forças contrárias à vontade de Deus.

Bendito seja os Ibejis que entregaram em vossas sagradas mãos a flecha do astral superior, para dar à humanidade a divina força da fé e da verdade.

Zambi foi quem ordenou, os Orixás as flechas vos entregou.

Com as forças das sete flechas, Seu Sete Flechas me abençoou.

Okê Caboclo!

Salve Caboclo Sete Flechas

Bendito dia em que cheguei à Casa do Caboclo Sete Flechas. Lembro como se fosse hoje e,  no entanto, já faz mais de trinta anos.

Quando eu encontrei esse caboclo de porte altivo e gestos seguros e firmes, dando seu grito de guerra, senti-me protegido.

Na época, eu estava perdido e confuso. Necessitava de ajuda desesperadamente.

Fui acolhido pelos Velhos queridos, ajudado pelos Exus e aconselhado pelo Caboclo. Foram anos de paciência, carinho e muito trabalho, que eles tiveram comigo, até eu me reencontrar comigo mesmo e, depois , com o mundo.

Obrigado, meu Caboclo, que traz o conhecimento profundo das folhas, das raízes e de cada erva das nossas matas.

Obrigado, espírito querido, que se apresenta na forma fluídica de um indígena destemido e belo, representante da vibração de Oxossi.

Nesse dia 7 de setembro, dia que sempre lhe foi dedicado, por sua própria determinação, deixo o meu mais profundo respeito e admiração, pedindo ao nosso Pai Oxalá lhe cubra de força e espiritualidade, para que continue a ajudar a todos que baterem à sua porta.

Que todas as pétalas de rosas, que o senhor usou em seus trabalhos para me ajudar, formem um lindo tapete para enfeitar a sua estrada evolutiva.

Meu amor eterno ao senhor e a todas as entidades dessa casa maravilhosa que me recebeu e, que em nome de Jesus, me concedeu a oportunidade de também trabalhar em honra a Oxalá.

Salve Caboclo Sete Flechas! Salve, meu amigo e benfeitor!